Arquivo da tag: restaurantes de São Paulo

TASCA DA ESQUINA – VISITA DE 14/08/2011.

Postado por: José De Mauro.

Conhecemos o Chef Vitor Sobral a alguns meses, quando almoçávamos, a Paty e eu, no Le Marais, soubemos ali que finalizava os preparativos para abrir em São Paulo uma filial da Tasca da Esquina lisboeta. A primeira oportunidade de visita-lo foi no almoço do dia dos pais no último domingo e lá fomos esperando uma comida portuguesa que não se resumisse ao bacalhau e nos demos bem.

Éramos 5 a mesa e decidimos por petiscar e tomar vinho, o vinho Crasto Reserva foi o escolhido – um Douro bastante consistente. Em seguida vários e vários pratos de petiscos, bolinhos de bacalhau, farinheira, queijo de mistura, camarões, atum marinado e passarinhos fritos, ufa – por pedido da Paty, que está gravida e enjoa com facilidade não pedi as moelas com cebolinha, mas compensei nos bolinhos de bacalhau, foram 5 porções divididas entre nós! E ainda teve sobremesa, Pudim a Abade de Prisco, Creme Queimado e Bolo de Chocolate com sorvete, simplesmente maravilhoso.

O termo Tasca da Esquina em Portugal tem o mesmo sentido as vezes pejorativo, as vezes gozador, que no Brasil damos a palavra Boteco, um lugar simples e de comida nem sempre confiável, embora esta última parte realmente não se aplique a cozinha de Vitor Sobral.

Um restaurante português diferente dos outros que temos aqui, pratica uma culinária de ótima qualidade com pratos que expressam a grande variedade de sabores existentes por lá. Volto lá para provar os pratos, e assim que a Paty melhorar as moelas.

Endereço            Alameda Itu, 225 – Jardins – na quadra com acesso pela Avenida Nove de Julho.

Telefone             (11) 3262-0033

Site                        www.tascadaesquina.com.br – só a página inicial está disponível

Chef                      Vitor Sobral

PASTA E VINO – PROCURA-SE.

A foto acima mostra o número 200 da Rua Barão de Capanema, esquina com a Rua Peixoto Gomide, onde ficava o Pasta e Vino, o único restaurante 24 horas do mundo. O único porque lá o cardápio inteiro estava disponível 24 horas, sem restrições e sem demoras, a comida nunca foi grande mas sempre foi correta, embora as alcachofras “Al Inferno” fossem inigualáveis.

Tentei algum contato no inicio mas todos os telefones e internets não tiveram resposta. Com o passar dos meses ficou claro que foi definitivo, uma pena.

DI CUNTO ROTISSERIE E RESTAURANTE.

Postado por: José De Mauro.

A Patrícia acordou com vontade de comer uma lasanha e ambos sem vontade de cozinhar. A partir daí saímos a caça de uma massa de qualidade e, lembramos da Di Cunto, tem um monte de pratos, prontos para o micro-ondas ou para cozinhar e servir com o molho adequado, pães, doces e outras coisas.

Gosto de ir na Di Cunto da Moóca, maior e mais completa embora algumas massas sejam sob encomenda a variedade disponível é grande, tem ainda um restaurante onde podemos almoçar de segunda a sábado com um cardápio que muda semanalmente, se interessar veja no site da Di Cunto o cardápio da semana com os preços.

Compramos lasanha de berinjela e a bolonhesa, agnolloti de ricota para um molho de tomate feito aqui em casa, uma caixa de bombons para a Paty e 2 canoli para mim. Ai foi voltar para casa, almoçar um prato e guardar os outros para mais tarde.

Endereço            Rua Borges de Figueiredo, 61 – Moóca – São Paulo.

Telefone             (11) 22292-7522

Site                        www.dicunto.com.br/

Feriado Corpus Christi Bares/ Restaurantes em São Paulo

Nos informamos dos horários de funcionamento para o feriado, data 23/06/2011.

Bar da Dona Onça

Av. Ipiranga, 200 – Centro

Telefone: 3257-2016

Horário: 12h00 às 00h00

Carta de cerveja respeitável, comida feita com cuidado, recomendo os mexilhões na cerveja, perfeição!

Mocotó

Av. Nossa Senhora do Loreto, 1100 – Vila Medeiros

Telefone: 2951- 3056

Horário: 12h00 às 17h00
Como o próprio Chef da casa diz: “Cozinha brasileira, comida do sertão”. Feita com perfeição.

Dica: A casa não aceita reservas, em dias normais a fila de espera costuma ser em média 1h (uma hora).

Veloso

Rua: Conceição Veloso, 56 – Vila Mariana

Telefone: 5572-0254

Horário: 17h00 às 00h30

Bar famoso por suas deliciosas coxinhas e caipirinhas.

Arturito

R. Artur de Azevedo, 542 – Pinheiros

Telefone: 3063- 4951

Horário: almoço 12h00 às 16h00 e jantar 19h00 às 00h30

Lugar que costuma ser tranquilo, alta gastronomia. Atendimento não acompanha a cozinha, deixa um pouco a desejar.

Huto – Restaurante Japonês

R. Jandira, 677 – Moema

Telefone: 5052-6804

Horário: 19h00 às 00h00

Ambiente agradável, atendimento de acordo e a gastronomia maravilhosa, diferenciada que lhe é peculiar, peixes e frutos do mar sempre frescos de alto padrão, arroz em sua excelência, feito com perfeição.

Le Marais Bistrô

R. Jerônimo da Veiga, 30 – Itaim Bibi

Telefone: 3071-4635

Horário: almoço 12h00 às 15h00 e jantar 19h30 às 00h00

Ambiente que representa a gastronomia francesa com maestria, recomendo aproveitarem o Festival de Escargot, apreciamos nesta última segunda 20-06, não deixem de pedir o filé -mignon com escargot, divino. O festival vai até dia 28-06-2011.

Brasil a gosto

R. Professor Azevedo do Amaral, 70 – Jardins

Telefone: 3086-3565

Horário: almoço 12h00 às 15h00 e jantar 19h00 às 00h00

A Chef Ana Luiza Trajano, o melhor da cozinha nacional, sempre trás um cardápio extra a cada 3 meses, no menu tradicional você encontra: Atolado de bode, pirarucu grelhado, moqueca vegetariana, tudo feito e apresentado em alto estilo. No Cardápio temático é a vez da cozinha do interior paulista, recomendamos o Suã de porco, cozida em baixa temperatura com canjiquinha e refogado de chuchu.

Fogo de Chão

Av. Moreira Guimarães, 964 – Moema

Telefone: 5056-1795

Horário: 12h00 às 22h30

Considerado o campeão da Cidade, rodizio que oferece carne da melhor qualidade. Atendimento atencioso que corresponde a fama.

Taormina

Alameda Itu, 251 – Cerqueira César

R. Tuim, 839 – Moema

Telefone: 3253-6276

Horário: 12h00 às 16h00

Sempre um menu completo, inclui: antepasto, frutas  de sobremesa,  canolli e café. Todo dia seis opções de massas, como tagliatelle com tiras de abobrinha no gengibre. Custa R$: 37,00 (com frutos do mar) no feriado, sexta, sábado e domingo. Cozinha simples, divinamente siciliana. Recomendo para o prato principal o mafioso.

Desejamos um proveitoso feriado a todos!

ICI BISTRO.

Postado por: Patrícia De Mauro.

Este local é um assunto especial, eu não tinha tanta vontade de ir, mas confesso que adorei as surpresas que fui encontrando, a primeira elevou meus batimentos cardíacos, foie gras com lichia, eu nem fazia ideia que tinha este prato lá e ainda como entrada, com um azeite balsâmico da melhor qualidade, delicioso!

Logo depois me deparei com o Coq Au Vin, assim que eu li no cardápio, naquele ambiente totalmente no estilo francês e bem parisiense imaginei: é um restaurante que leva a sério as tradições e a gastronomia francesa, logo, eu não poderia me decepcionar, e foi isso mesmo, não me decepcionei, molho com a cremosidade correta, aromas, textura e sabor da carne incrível, perfeito!

As experiencias gastronômicas que nós, Mauro e Eu gostamos de ter em cada lugar, cada viagem e visita é simplesmente divino, nada, nem ninguém apaga. As combinações que cada local se preocupa em fazer, a dedicação num prato para pobres mortais como nós experimentarmos, esta memória gustativa não cai no esquecimento, os aromas, perfumes, paladar singular que nos remete a um lugar, a uma época de nossas vidas. Não se engane, as vezes isso acontece com um simples cachorro – quente, uma torta de banana, um sorvete de groselha daquelas máquinas italianas antigas que ficavam próximos aos Colégios, e por aí vai. Vamos voltar ao assunto, aos pratos: Mauro pediu um Cassoulet que para nós supera todos os que já provamos, incluindo os que degustamos na França.

De sobremesa voltei a infância: Pain Perdu – rabanadas com um creme delicioso e um doce de leite maravilhoso, fui levada as preparações natalinas em casa (RJ), esta era a única data em que meu avô ia a cozinha e fazia suas preparações, incluía temperar um pernil, este tinha que ir para o forno de uma padaria, pois não cabia no forno de casa, e ainda uma rabanada que ele não deixava ninguém por a mão até a ceia. Simples, feita da forma original, mas aquele aroma tomava conta da casa, quando chegava o natal eu já ficava eufórica pois o que eu mais queria era atacar as rabanados do meu velho, hoje em dia nem adianta que ele não vai mais para a cozinha, compra tudo pronto ou vai para casa de um dos filhos para comer.

Na casa da minha mãe, até hoje ela faz as rabanadas, são mais sofisticadas, levam leite condensado e enquanto ela fritava eu ficava do lado “para ajudar”e ia comendo as rabanadas bem quentes que ficavam prontas, no outro dia eu corria para casa dela para comer mais, geladas e ainda “dormidas”como ainda chamamos em casa, ficam ainda mais gostosas. O meu natal tem cheiro de rabanada, posso nem fazer uma ceia, mas as rabanadas não podem faltar, é comigo mesmo, se vamos para casa de alguém, lá vou eu com meu prato cheio de rabanadas com leite condensado para todos provarem. Quanta recordação boa, tudo por causa de uma “simples” visita no ICI Bistrô.

Mauro pediu um souflé de abobora, muito bom, saboroso e consistência adequada.

Para fechar nada melhor que um Nespresso!

Como diz o Chef Claude Troisgros: Que Marravilla!!!

Endereço: Rua Pará, 36 – Higienópolis

Telefone: (11) 3259 6896 / 3257 4064

Site: http://www.icibistro.com.br/

TAORMINA RISTORANTE SICILIANO – DATA DA VISITA 05/ 06/ 2011.

Postado por: Patrícia De Mauro.

O nome vem ao encontro do clima que o local quer passar, bem Siciliano, e ainda é o nome de uma Comuna situada na Ilha da Sicília.

Ambiente agradável, familiar, receptivo, bem dirigido, atendimento de acordo com o todo. Comida feita com carinho, tem o toque pessoal da Chef, Dona Helena, é uma senhora muito simpática, gosta de falar com todos que frequentam o lugar, você em pouco tempo se sente como se estivesse na casa da Nona, a personalidade dela você sente no molho de tomate forte, consistente, sabor e aroma inacreditável de tão bom, o local remete a Sicília, tudo na mais perfeita harmonia e simplicidade.

Cada dia tem um menu especial.

Neste dia da visita escolhemos de entrada:

Batata com creme de gorgonzola (Mauro), Berinjela a parmegiana (Eu).

Conheci o local por indicação do meu cunhado: Maurício que levou o meu marido e o Mauro encantado me levou.

Prato Principal (Mauro e Eu):  Mafioso, este da foto, para se comer com colher, que mistura indiscutível, só este prato já vale a visita.

Sobremesa: Frutas da estação cortadinhas e servidas em um pratinho.

É pago um valor por pessoa sem incluir bebida. Com: 1 entrada – 1 prato principal – sobremesa e um café que vem acompanhado do melhor Cannolli que o Maurício meu cunhado já comeu, e olhem que ele é o maior apreciador deste doce que eu conheço. Mauro e Eu também gostamos muito.

Para quem ainda não teve a oportunidade, conheça a história desta família: http://www.comunitaitaliana.com.br/edicaomes/EconomiaEd84/morici.htm

Chef                      Regina Helena Farabotti

Jardins:

Endereço            Alameda Itu, 251

Telefone             (11) 3253 6276

Moema:

Endereço            Rua Tuim, 839

Telefone             (11) 5044 6929

BAR DA DONA ONÇA – DATA DA VISITA 04/ 06/ 2011.

Postado por: Patricia De Mauro.

A curiosidade começou quando fui ao Rio e o Mauro foi conhecer o bar, para ser sincera, quem daqui de Sampa nunca teve vontade de passar uma tarde no edifício Copan? Pois é…eu tinha esta louca vontade também, para o feito: um maravilhoso bar no térreo, um charme a arquitetura, bom gosto, gastronomia descomplicada e brasileiríssima, tudo reunido num mesmo lugar: BAR DA DONA ONÇA da Chef Janaína Rueda!

Sábado 14H00 casa cheia, mas para entramos com pé direito, um casal que estava na mesa 1 tinha acabado de pagar e estavam de saída quando chegamos, bem…que maravilha, o pior já tinha passado, ouvia falar que a casa era sempre cheia e com fila de espera, principalmente no sábado que é quando servem a feijoada tradicional com toque criativo da Chef.

Quando você olha o cardápio, parece que cai um parafuso da sua cabeça, tantas coisas que parecem ser gostosas que você quer pedir tudo, mas muita calma nessa hora. Tomamos a principal decisão: Ficar só nos petiscos de bar.

Começamos com a famosa: Mini rabada…sem gordura e com muito sabor, acompanhada de um pão fatiado.

Em seguida o meu favorito: Mexilhão. Nossa, o que é isto? Simplesmente perfeito, eu achei que o mexilhão do Arthurito com champagne era tudo, mas o que é este? A Chef e sua equipe brincaram de fazer comidinha e simplesmente nos pegou no tapetão, sinceramente eu não tinha a mínima ideia que ao definir o restaurante que iríamos estava prestes a conhecer o prato que mais mais me surpreendeu em toda a minha vida, achei que fosse bom, afinal, eu pedi, mas não com a elegância e alto padrão no sabor, como aconteceu. Obrigada Janaína pela experiência. Perfeição dos mexilhões.

Depois: Lombinho de porco a milanesa com compota de maçã. Que delícia, tanto a compota, quanto a maionese de alho no lombinho fizeram uma combinação simples e perfeita.

 

Para encerrar: Fígado de boi em iscas com molho muito especial e chips de jiló – Um detalhe: Não suporto jiló, mas este é especial, parece abobrinha empanada, muito bom.

O Mauro vai falar do vinho que escolhemos para acompanhar esta viagem de sabores:

O vinho escolhido foi o Sedara 2007, um tinto feito da uva Nero d’Avola, IGT siciliano elaborado pela Donnafugata. Escolhi este vinho primeiro por se tratar de um vinho siciliano, a Paty e eu estamos nos preparando para fazer um almoço siciliano para minha família e conhecer os vinhos da região faz parte do processo e por se tratar de um vinho equilibrado nos aromas e sabores o que agrada a Paty, que gosta mais de vinhos brancos e de características menos intensas. O vinho é bem equilibrado, sabor frutado de frutas vermelhas com alguma especiaria, macio desce fácil e se sustenta mesmo sem a companhia da comida embora melhore muito com ela. Único senão: o preço, na Word Wine a garrafa custa R$ 56,00 e no restaurante R$ 122,00. Por esse motivo passei durante o almoço do vinho para a cerveja, não compensava pedir uma segunda garrafa.

Das sobremesas o que mais me chamou a atenção foi o cheesecake de catupiry brulee com calda quente de goiabada cascão, esta eu vou recomendar, mas não vou escrever se gostei, apenas vou mostrar as imagens e vocês tirem suas conclusões.

Simples e perfeito. Permita-se!

Post anterior: https://retrogosto.wordpress.com/2011/04/04/bar-da-dona-onca-%E2%80%93-data-da-visita-26-032011/