Arquivo da categoria: Meus sabores

CREME DE ABÓBORA- RECEITA DE REGIME.

Como prometido aqui vai a segunda receita de creme que foi desenvolvida para o regime. Como a maioria das receitas que trabalhei esta também serve a quem não está de regime, apenas necessitando de ajuste no sal e no azeite além de ser acompanhada com algum carboidrato, torradas por exemplo.

Imagem

Ingredientes para 2 porções:
600 gramas de abóbora japonesa, casca verde, descascada e picada (cerca de 800 gramas de abóbora com casca e sementes)
1 cebola média picadaCreme de abobora 01
2 dentes de alho picados ou espremidos
1 colher de sopa de azeite de oliva
1 ramo de tomilho ou uma colher de sopa de tomilho seco
1 colher de chá de sal marinho
1 colher de café de noz-moscada moída na hora
½ colher de chá de pimenta branca moída na hora
800 ml de água ferventeCreme de abobora 02
Salsinha picada para polvilhar se desejar

Preparo:
Em uma panela de pressão aqueça o azeite e nele refogue a cebola e o alho até murchar, adicione a abóbora, e o tomilho e refogue mexendo bem por mais 5 minutos.
Adicione os demais ingredientes, exceto a salsinha, tampe a panela e deixe cozinhar em fogo baixo por 20 minutos após pegar pressão.Creme de abobora 03
Desligue o fogo e deixe a panela esfriar. Destampe e passe o cozido por um mixer ou bata no liquidificador para obter um creme denso e macio.
Volte para a panela e aqueça para servir. Se desejar polvilhe com a salsinha.
Para quem não estiver de dieta acerte o sal, o azeita e sirva com torradas. Ou, suprema heresia em uma receita de regime adicione duas tiras de bacon crocante sobre o creme. Bom apetite.
Creme de abobora 04Com um pouco mais de água, adicionada ao reaquecer para servir, pode ser tomado em uma tarde chuvosa ou noite fria em uma caneca grande, dessas para consommé.

 

#retrogosto #emagrecer #perderpeso #regime #receita saudavel

Anúncios

FOIE GRAS COM LICHIA.

Postado por: José De Mauro.

A Paty e eu adoramos este prato. Sempre que possível reservamos o acepipe junto com a mesa do Huto, providencia necessária pois às vezes ele não está disponível e não consta do cardápio. Aos poucos ela foi desenvolvendo algumas receitas com os ingredientes principais sem tentar copiar os pratos que provamos, ele é servido também no Ici Bistrô No caso da lichia em calda ela conseguiu ajustar a receita que transcrevo neste post. Estamos tentando também executa-lo com a lichia fresca mas por enquanto a fruta está acida demais para harmonizar com os outros ingredientes.

Encontramos no mercado duas marcas de lichia em calda, uma importada e uma nacional, a importada é mais macia e adocicada e foi usada nesta preparação, a nacional precisa ser levemente cozida em uma mistura de leite/ água/ açúcar para melhorar seu sabor e consistência. Outro ingrediente que é específico é o balsâmico, usamos apenas o da Olivers & CO aromatizado com cereja por ter o sabor adequado ao prato.

Ingredientes para 6 porções:

1 foie gras com cerca de 500 gramas

24 a 30 lichias em calda

1 colher de sopa de açúcar

½ xícara de vinagre balsâmico – veja observação acima

1 colher de sobremesa de pasta de alho negro

Flor de sal para polvilhar

Modo de fazer:

Limpe o foie gras, apare as pontas e corte 6 escalopes com cerca de 1,5 centímetros de espessura cada. Leve uma frigideira antiaderente ao fogo forte e despeje o açúcar o mais espalhado possível, deixe caramelizar. Quando o açúcar amarronzar leve os escalopes de foie a frigideira e toste de ambos os lados, bastante atenção nesta fase pois o foie derrete rápido, ao virar os escalopes coloque-os sobre locais da frigideira onde ainda exista açúcar caramelizado. Retire os escalopes e reserve aquecido.

Retire aproximadamente 3 colheres de sopa da gordura que derreteu do foie e em outra frigideira, (não faça na mesma panela que fritou o foie por conta do amargo do açúcar que após a fritura queimou), adicione o vinagre balsâmico e deixe em fogo baixo até encorpar. Adicione a pasta de alho negro e mexa para incorpora-la ao molho, desligue o fogo e junte as lichias. Mexa o molho com as lichias com cuidado, apenas para ligar os ingredientes.

Coloque o foie gras nos pratos, com as lichias a sua volta, regue com o molho, polvilhe o foie gras com flor de sal e sirva em seguida.

Receitinhas do Chá da Tarde.

Postado por: Patrícia De Mauro.

A maioria das pessoas utilizam receitas que incluem o chá que será servido e especiarias, sou prática em relação a isso, não tive paciência para acertar uma receita, então, fiz as que considero mais comuns e bem aceitas em reuniões. E fiz sucesso com elas.

Chás escolhidos foram: Inglês da marca LONDON, sabores: blueberry bliss, raspberry rendezvous, sweet peppermint, peach paradise, rosehip with hisbiscus e strawberry & vanilla fool, (este último foi o mais consumido e elogiado).  Todos sem cafeína.

Bolos:  Foram 3 tipos, todos de caixinha, porém nenhum fez feio. Todos feitos no dia,  cortados após prontos com ajuda de um cortador de biscoito e decorados individualmente.

Aipim cremoso com açúcar de confeiteiro por cima.

Choco Mousse com calda de ganache de nutella (1 medida de nutella para 1 de creme de leite), e uma folhinha de hortelã para dar o toque.

Chocolate cremoso com crem chesse batido em batedeira com creme de leite, açúcar de confeiteiro e uma fava de baunilha só as sementes, bata até ficar em consistência firme, coloquei por cima com ajuda de uma colher, para decorar: uma cereja em calda para dar o charme.

Biscoitos: Todos comprados, a escolha dos biscoitos foi os que fossem mais básicos,  os que já costumam para servir para acompanhar chá ou café que vendem em caixinhas e latinhas no supermercado, escolhi cinco tipos.

Geleias: comprei 8 tipos, minha sugestão é comprar aquelas que servem em alguns hotéis de potinho individual, se sobrar pode ir usando com  tranquilidade ou para o próximo chá sem precisar colocar em refrigerador nem correr para comer com receio de estragar ou desperdiçar. Comprei  a Schwartau – origem Alemanha. Vende na Casa Santa Luzia embalagem com 8 tipos ( Mix de geleia de frutas) com 25 gramas cada.

Para dar o charme, numa tarde de sol, sem calor, porém perfeita de primavera e brindar a reunião com as amigas, Prossecco, escolhi dois tipos. E um Champagne para fechar com chave de ouro. Conforme pode ver nas fotos.

Para acompanhar as bebidas , fiz mini sanduiches:

Pão de miga com polenguinho batido no mix com uma pitada de sal e creme de leite. 3 Polenguinhos para cada caixa de creme e finas fatias de pastrami de perú.

Pão de forma light com o mesmo creme do primeiro, muçarela de búfala em fatias e presunto parma.

Pão de forma integral, com o creme a cima porém com duas pitadas de orégano e muçarela comum fatiada.

Um queijinho parmesão cortadinhos para petiscar e torradinhas temperadas e com manteiga.

Para voltar a adoçar a boca: Fiz 2 tipos de doces: doce de leite batido, para cada medida de doce de leite de consistência firme, junte o dobro de creme de leite, bata bem em batedeira até ficar como um  mousse, leve a geladeira, depois coloque em potes individuais para servir.

Mauro preparou o Doce de Pera: clique sobre o nome ao lado e veja a receita.

Hummm…bateu uma fominha…

Gostaria de agradeçer a minha amiga e convidada Sarah Lopes autora do blog Trinta e bela  onde ” apropiei-me indebitamente” da foto de abertura deste post.

Chá da tarde…Numa linda tarde de Primavera

 

Postado: Patrícia De Mauro.

Não tem época melhor que a primavera para marcarmos um chá da tarde com as amigas, marquei este chá para oito amigas. Existem detalhes numa determinada reunião que não podemos deixar passar em branco.  Estamos na primavera, então aproveite, perfume sua casa com lírios, flores do campo é uma ótima pedida para deixar sobre e por perto da mesa, são coloridas, cria a atmosfera da estação e não tem cheiro forte, deixa o chá fazer seu papel de anfitrião.

A escolha do chá, não é fácil, quando se trata de várias amigas então, piorou, no meu caso eram oito, conseguir acertar a escolha de cada uma é muito complicado, minha escolha foi prática, mais aromático e saboroso possível,  escolhi 6 opções de chá inglês, não tive a oportunidade de degustar cada um para explicar dar o meu parecer, apesar de eu achar que esta é uma escolha pessoal, vai de paladar para paladar, enfim a gente tenta, a ideia é beber um bom chá que vale a pena ser repetido, comer de acordo e falar, falar de tudo, rir bastante como toda reunião que envolve a mulherada.  O queridinho de todas, foi o de morango com baunilha. Este eu já tinha predileção e por sorte, tinha uma caixa extra.

Costumo usar sempre guardanapo de panos em reuniões que passamos a maior parte do tempo junto a mesa, uso sempre brancos, mas coloquei vermelho para dar um charme com o detalhe da taça de água, disponibilizo também os de papel, para retirar o batom. Música ambiente, no conjunto de louças, dei preferência para floridos fazendo referencia a estação.  Uma dica é sempre que usar louças com estampas, detalhes e afins, coloque uma toalha lisa, privilegiei minha toalha de linho bordada a mão, presente feito pela minha sogrinha que amo, Dona Lucília.  Disponibilize também um recipiente de cristal ou vidro para colocar os saches usados e as embalagens, para que não fique sobrando a mesa. Troque antes que encha.

Uma jarra de água mineral natural ou com gelo também é sempre bem vinda, disponibilizar um ou dois tipos de sucos naturais também vai bem.  Um bom Prossecco para um brinde também é sempre bem -vindo, este não precisa ser colocado sobre a mesa, mas deixe -o em um local próximo a mão, taças separadas, próximas a bebida para não superlotar a mesa.

Açúcar e adoçante a mão.

Talheres de sobremesa.

Este chá ,não foi o das 5, mas teve mais de 5 horas de duração, foi uma tarde bem agradável para colocarmos em dia os papos.

Amanhã postarei as receitinhas servidas.

Viva a Primavera!

Cozinha Vegetariana – Uma pequena introdução

Por: Patrícia Silva De Mauro

Como já foi dito, entrei em um curso de cozinha vegetariana, não sou de nenhuma classificação vegetariana, entrei neste curso com a intenção de me alimentar melhor, consumindo mais  vegetais de uma forma mais consciente e em  preparações ainda não utilizadas por mim. Gostei do aprendizado usando ingredientes funcionais que para todos nós fazem um bem danado, o conhecimento adquirido será compartilhado com todos, gosto e respeito a ideia dos vegetarianos que conheci, para eles esta é a forma de ser mais saudável, porém para mim, particularmente, o saudável consiste em uma alimentação rica de nutrientes, e isto inclui todos os tipos de proteínas vegetais e animais, mas sem excessos e ou algo que nos faça mal, gosto de tudo um pouco e sempre ponho em mente que quero ter uma boa alimentação utilizando o monte de legumes e vegetais que compro aos domingos, para ser sincera, sempre acabava as ideias do que fazer com os vegetais e afins na quarta –feira. Agora mudou, depois do curso ainda comprei uns livros e com certeza estou com mais ideias e gostando muito mais dos vegetais, se bem que para ser sincera, estou utilizando bastante  como entradas e acompanhamento de uma carninha, peixinho e afins,  porque eu não sou de ferro.

Vamos ao Post introdutório, a dieta dos vegetarianos é isenta de carne, peixe ou aves. Sua alimentação consiste em sua maioria, nos alimentos de origem vegetal, tais como grãos, frutas, vegetais, leguminosas, nozes e sementes. Consoante o tipo de alimento de origem animal que consomem, os vegetarianos são classificados da seguinte forma:

Ovo –lacto vegetarianos: Não consomem carne vermelha, peixe nem aves, mas consomem ovos, leite e produtos lácteos (tais como queijo e iogurte), além dos alimentos de origem vegetal.

Lacto vegetarianos: Consomem leite e produtos lácteos, além dos alimentos de origem vegetal. Suprimem os ovos, carnes, peixes e aves.

Veganos: Estes eliminam do seu cardápio todo o tipo de alimento proveniente de animais, incluindo carne, aves, peixes, leite, ovos e queijos. Apenas consomem alimentos de origem vegetal.

Para que não exista nenhum tipo de deficiência nutricional, a dieta vegetariana deve conter uma grande diversidade de alimentos vegetais, ressaltando alimentos crus ou preparados de forma que não percam os seus nutrientes. Os vegetarianos devem dar preferencia a alimentos integrais e não industrializados, já que estes alimentos contêm mais vitaminas, mineras e fibras que os alimentos industrializados ou refinados.

Para os vegetarianos (ovo- lactos e lactovegetarianos) que consomem ovo e/ou leite e seus derivados, nenhuma suplementação é recomendada. Já os vegetarianos denominados veganos, que não consomem nenhum tipo de alimento de origem animal, pode ocorrer deficiências da vitamina B12, D, e do mineral cálcio.

Para que este post não fique muito longo e cansativo,  darei continuidade no próximo post colocarei alguns nutrientes cujas quantidades poderão ser suficientes para uma dieta vegetariana, apresentando-se formas de obter esses nutrientes a partir de fontes vegetais.

Até breve!

SHIMEJI COM CHAPEUZINHO FOLHADO.

Postado por: Patrícia De Mauro.

Desenvolvemos esta receita a partir de um prato que provamos no Restaurante Gero, lá o prato recebe o nome de Souflé de Shimeji. Como fomos juntos a um casal de amigos, preferimos não tirar fotos, portanto não temos post a respeito do restaurante. Esta receita substitui tranquilamente uma sopa ou um creme para as noites frias e causa impacto ao ser servida.

Apreciem com moderação, porque é bastante calórica!

Ingredientes para 2 porções:

50 ml de azeite de oliva

1 cebola média picada miudinho

500 gramas de cogumelo Shimeji limpo, sem o caule

1 ramo de cebolinha cortadinha

1 colher de sobremesa de óleo de gergelim

1 colher de sobremesa de shoyo

1 colher de café de noz-moscada ralada na hora

Sal a gosto

200 ml de creme de leite

Massa folhada comprada pronta, já aberta

1 gema para pincelar

Modo de fazer:

Refogue a cebola no azeite até dourar, junte o shimeji e vá adicionando os demais ingredientes na ordem acima. Deixe refogar sem ferver. Retire do fogo, bata a metade da receita com o mixer e retorne ao restante mexendo bem, acerte o sal. Coloque metade da receita em cada vasilha.

Corte a massa conforme a foto, deve ser cortada com pelo menos 4 cm a mais que o diâmetro do pote utilizado para assar, estenda a massa sobre os potes e aperte bem nas laterais externas dos recipientes, pincele com gema de ovo batida e leve ao forno até dourar.

SOBREMESA DE PITAIA COM MANGA DA PATRÍCIA.

Postado por: Patrícia De Mauro.

Sabe aqueles dias que estamos loucos para comer uma coisa diferente, olha tudo na dispensa, refrigerador, freezer e nada…só uma frutinhas que você olha e diz: Não, não é bem isso que eu queria.

Também tem aqueles dias que você compra um monte de frutas e pensa baixinho: Agora vou ser mais natureba, vou comer mais frutas e legumes, enche o carrinho de compras com frutas, legumes e vegetais, sai do mercado se sentindo até mais magra, só pela atitude de comprar. Mas passa a semana toda e você tem preguiça de comer a fruta, sem ideia do que fazer com tantos vegetais e legumes até que surge algumas ideias, um Ratatouille gigante para conserva com bastante azeite, empana as berinjelas e frita pensa baixinho é mais gostosa assim, comer isso uma vez na vida não vai engordar e por aí vai…

Eu tinha em casa uma pitaia, comprei pensando em fazer alguma coisa diferente, mas fazem 3 anos que venho fazendo isso, compro uma vez no mês com esta ideia e ela sobra na geladeira, o Mauro tadinho, acaba comendo para não estragar, a pitaia é uma frutinha bem exótica que encontramos aqui em São Paulo, também tinha manga e picolé de limão siciliano da marca Dileto que eu amo, parece neve.

Ingredientes para 2 porções:

1 pitaia

1 manga

2 picolés Dileto do sabor que preferir

2 folhas de manjericão para enfeitar

Mel

Modo de fazer:

Corte a manga em cubinhos, corte a pitaia em 4 pedaços redondos, apare em uma lateral a casca das pontas para que fiquem fáceis de posicionar e retire a casca dos dois pedaços do miolo. Caso tenha dúvidas olhe as fotos.

Coloque a ponta a pitaia no canto do prato apoiada sobre a lateral aparada, a sua frente coloque a fatia descascada, cubra essa fatia com cubinhos de manga, e sobre eles coloque a folha de manjericão. No lado oposto do prato faça uma cama com a manga restante e sobre ela coloque o picolé, pingue algumas gotas de mel na área livre do prato e sirva.

Sobremesa saborosa, refrescante e com uma personalidade marcante, igual a Chef.