LE BEAUJOLAIS NOUVEAU EST ARRIVÉ.

Postado por: José De Mauro.

Este texto é sobre bebidas alcoólicas. Lembramos que o seu consumo por menores de idade, menos de 18 anos, é proibido por lei assim como por motoristas de qualquer idade. Além disso é sempre bom lembrar que devemos beber com moderação.

A região de Beaujolais, próxima geograficamente da Borgonha, não guarda com esta qualquer semelhança. Terreno diferente, uvas diferentes, não fazem vinhos semelhantes, historicamente o Beaujolais e a Borgonha não trilharam caminhos iguais. Não me recordo de nenhum episódio onde esses vizinhos tenham partilhado de uma aliança – o Beaujolais sempre manteve-se separado da Borgonha.

O Beaujolais não é um grande vinho – feito com as uvas permitidas na região, Petit Gamay e Gamay Noir à Jus Blanc dividido em 3 categorias:

Os Crus de Beaujolais, produzidos nas 9 principais comunas tem bons vinhos, Nota 3, as vezes 4 em 5 possíveis feitos do modo tradicional, podem ser consumidos em até 3 anos.

O Supérieur ou Villages produzido em 38 comunas da região, um Nota 2 ou 3 que pessoalmente considero de pouco corpo, feito também pelo método tradicional, deve ser consumido em até 1 ano.

E o Beaujolais Primeur ou Noveau que se utiliza da maceração carbônica, onde as uvas sem serem esmagadas fermentam e tem a casca estourada pela própia fermentação – o vinho se apresenta pronto em curto espaço de tempo – 2 meses e deve ser bebido também rapidamente – no máximo em 3 meses. Um vinho Nota 2 ou 3 em 5 possíveis.

Pela lei francesa esse vinho pode ser comercializado ao público a partir da terceira quinta-feira do mês de Novembro e para que ocorra os produtores embarcam seus vinhos por via aérea numa verdadeira operação de guerra. Os vinhos devem estar disponíveis ao público na data. Além da França e do Japão, principais mercados do Beaujolais o marketing dos produtores tenta espalhar pelo mundo a fama de seu vinho obtendo ai maior ou menor sucesso. No Brasil seu consumo vem decaindo desde o final dos anos 1990, o alto preço e o maior conhecimento dos bebedores sobre o assunto parecem ser os motivos.

Acho o Noveau um vinho jovial, gostoso geladinho para aperitivo mas com preço por volta de R$ 100,00 a garrafa não tenho certeza de que vale a pena, vinhos melhores estão disponíveis por bem menos – mas sempre acabo por provar pelo menos uma garrafa, um hábito acho, é o primeiro brinde do final de ano!

As fotos publicadas são de divulgação do vinho.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s