Arquivo da tag: receita com burrata

DEGUSTAÇÃO DE BURRATAS.

Postado por: José de Mauro.

A burrata é um queijo originário da Itália, região da Puglia, tendo sua criação ocorrido em algum momento entre 1900 e 1920. Seu nome deriva do termo burro – manteiga em italiano e sua consistência fica entre a mozarela e a manteiga. Surgiu provavelmente do aproveitamento dos “ritagli” (retalhos ou trapos) que sobravam da fabricação da muçarela adquirindo seu próprio status com a disseminação de seu uso. A burrata é composta de uma casca de mozarela e um miolo cremoso ou pastoso próximo ao creme de leite.

Em uma saída para compras a Paty e eu encontramos, lado a lado 4 fabricações diferentes de burrata e decidimos então compara-las. Como não conhecemos o produto original esta comparação foi feita analisando as características de cada versão sem entretanto quantifica-las. Foram adquiridas as seguintes burratas: La Bufalina, Borghese, Borghese defumada e Balkis.

No final deste post coloquei links para 7 receitas que já testamos com ésta iguaria.

Todas foram consumidas com azeite extra virgem e pães, ciabatta – baguete de campagne e baguete bem frescos. Usamos ainda flor de sal e pimenta do reino moída na hora. Após a dura missão de prova-las aproveitamos para jantar e acompanhamos as burratas por um bom vinho branco.

La Bufalina – vem em embalada em saco plástico dentro de um copo de plástico rígido sem lacre, indica no rótulo que é feita com leite de búfala e não traz indicação dos ingredientes usados na fabricação. Validade de 11 dias incluído o dia de sua fabricação. Preço de R$ 115,00 o quilo.

Sabor e aroma muito suaves, próximos ao da mozarela de búfala com leve amargor no final, consistência do miolo pastosa e firme, achamos ideal para utilização em pratos – pizza por exemplo, onde o miolo quase líquido das outras pode interferir. Se você é fã da mozarela de búfala esta é a pedida.

Borghese – vem embalada em saco plástico dentro de um copo plástico rígido com lacre – tem que ser quebrado para abrir, trás indicação dos ingredientes utilizados para fabricação. Validade de 20 dias incluído o dia de sua fabricação. Preço de R$ 88,00 o quilo.

Sabor e aroma suaves, a casca próxima a mozarela e o miolo ao creme de leite, consistência do miolo quase líquida, achamos ideal para receitas mais suaves que preservem o sabor natural deste queijo.

Borghese defumada – mesmas condições de embalagem e prazo de validade da Borghese. Preço de R$ 88,00 o quilo.

Sabor e aroma defumados, consistência do miolo entre o líquido e o pastoso, achamos ideal para receitas mais elaboradas e temperos mais fortes, saiu-se melhor com os pães de maior personalidade. Se você gosta do sabor defumado vai adorar comer apenas com um fio de azeite.

Balkis – vem embalada em pote de plástico rígido vedado por folha de alumínio que deve ser cortada para abertura, trás a indicação dos ingredientes utilizados para fabricação. Validade de 16 dias incluído o dia de sua fabricação. Preço de R$ 34,50 o quilo.

Sabor e aroma marcante – salgado com leve toque de acidez, muito próximo ao da mozarela, consistência do miolo quase líquido, achamos adequada aos temperos mais fortes, não adicionamos sal a este queijo durante a degustação. Se você procura uma burrata com sabor marcante é esta.

Em termos de preço devemos ressaltar que todas foram compradas no mesmo local e no mesmo momento.

Receitas com burrata:

Com pesto de manjericão

Com azeite trufado

Com alho negro

Empanada

Com limão siciliano

Al sugo

Com mexerica

Observação:

A palavra mozarela consta no Aurélio como a grafia principal para este tipo de queijo que também pode ser escrito como muçarela – que também consta do dicionário.

BURRATA COM MEXERICA.

Postado por: José De Mauro.

A burrata é um queijo especial, uma casca macia envolvendo um miolo cremoso, quase líquido macio e com sabor suave. Prepara-la costuma ser fácil, na falta de ingredientes regue com azeite e deixe maturar por uma ou duas horas na geladeira, ai é só servir acompanhada de pão, excelente entrada e também ótima para um lanche ou “tapar” uma refeição não feita.

Nesta receita, muito simples na verdade, aconselho usar o zest da mexerica, aqui em São Paulo conhecida por mexerica carioca, e no Rio de Janeiro é chamada de tangerina, seu cheiro maravilhoso perfuma a burrata sem encobrir sua suavidade. Insisto também que se utilize um azeite extra virgem de preferencia não filtrado e baguetes crocantes e frescas, de um prato rápido ela se transforma em algo sofisticado e surpreendente, sem perder a rapidez do preparo e a suavidade.

Ingredientes para 2 porções:

1 burrata

Zest de mexerica

Azeite extra virgem

Flor de sal para acompanhar

Pimenta do reino moída na hora para acompanhar

Pães variados para acompanhar

Modo de fazer:

Coloque a burrata em um prato ou travessa adequado, regue generosamente com o azeite e polvilhe com o zest de mexerica, sem excessos. Leve a geladeira e deixe descansar coberta por uma a duas horas.

Sirva com os acompanhamentos e bom apetite.

FOLHA ONLINE – BLOG DO MARCELO KATSUKI

Estamos lá, nossa receita de Burrata Al Sugo fazendo sucesso!

Após a publicação de uma receita de carneiro no Vitrine do Vinho uma de nossas receitas de burrata vai parar no Folha OnLine.

Copiamos o texto original abaixo:

Burrata versátil

 

Tem um novo curinga na geladeira de casa. Depois da avalanche de creme de ricota e os vários patês que inventei, agora me rendi à Burrata da Balkis (preço sugerido R$ 12).

O queijo parece um meio termo entre a mozzarela de búfala e a manteiga, daí o nome Burrata, de ‘burro‘, manteiga em italiano. Tem a casca firme com uma película fina mas resistente e o interior macio e pastoso, levemente azedo.

Só com um fio de azeite e pimenta moída na hora já é um show (nem precisou de sal). Mas se vc quiser aprender outras formas de apreciar, dá uma espiada no blog Retrogosto. Tem até uma versão empanada com molho ao sugo, de babar.

Escrito por Marcelo Katsuki às 10h17 publicado em 26/09/2011.

BURRATA “AL SUGO”.

Postado por: José De Mauro.

Segunda-feira decidi fazer molho de tomate. Aproveitando o molho recém-feito preparei o jantar, quer dizer a Patrícia preparou. E como ainda tinha uma burrata na geladeira criamos uma receita com ela. Após provar a burrata empanada nossa impressão foi a de que ela devia ser mais leve, decidimos mudar portanto o modo de empanar e a sequencia do preparo, o resultado foi melhor – veja a receita:

Ingredientes para 2 a 3 pessoas, como entrada:

1 burrata Borghese

0,9 litros de óleo para fritar

1 ovo em temperatura ambiente

Farinha fina para tempura o quanto baste

Farinha de rosca o quanto baste

Flor de sal a gosto

Modo de fazer:

Leve a burrata ao freezer por cerca de 30 minutos, cuide para que não congele, não a deixe tocar as paredes do freezer e vire-a pelo menos 1 vez nesse período.

Enquanto isso com um fouet bata o ovo e adicione a ele a farinha de tempura, misture até formar uma massa bem mole. Em seguida passe a burrata pela farinha de rosca. Coloque a burrata em um cesto de fritar ou peneira de metal funda. Em uma panela de 2 litros de capacidade aqueça o óleo e mergulhe nele a burrata, frite até dourar. Retire do fogo, seque com papel absorvente, passe para um prato e cubra com o molho de tomate, se quiser enfeite com um ramo de tempero.

Das receitas que preparamos esta, até o momento é a nossa predileta, seguida de perto pela burrata com azeite extravirgem e flor de sal.

BURRATA COM LIMÃO SICILIANO.

Postado por: José De Mauro.

Continuando com o sucesso aqui em casa as burratas são compradas semanalmente, 2 ou 3, e preparadas como entrada ou jantar leve, acompanhadas de salada ou legumes cozidos. Além disso tentamos sempre criar novas receitas mais ou menos complexas para o produto. Esta receita é simples e tem um sabor mais ácido devido a casca de limão que utilizamos, apenas a parte amarela, sem o branco que tem sabor amargo, é refrescante e vai melhor em dias quentes acompanhada de uma cerveja clara ou um chopp gelado.

Ingredientes para 2 a 3 pessoas (como entrada):

1 burrata Borghese

1 colher de chá de raspas da casca (só a parte amarela) de limão siciliano

Azeite extra virgem

Flor de sal a gosto

Modo de fazer:

Coloque a burrata em um recipiente, despeje metade da raspa sobre ela e regue com um fio de azeite. Este processo evita virar a burrata para tempera-la por baixo pois o azeite leva parte das raspas ao escorrer. Coloque o restante da raspa sobre a burrata e polvilhe com flor de sal a gosto.

BURRATA EMPANADA.

Postado por: José De Mauro.

Algumas guloseimas persistem na geladeira aqui de casa, os cortes de porco e de carneiro, o alho negro, a burrata… E acabam mexendo com a imaginação. Degustando uma burrata ao azeite e flor de sal a Patrícia e eu conversávamos sobre outras receitas possíveis, surgiu a ideia, fazer com ela o mesmo processo do sorvete frito que nos restaurantes japoneses é denominado tempura de sorvete, vamos a receita.

Ingredientes para 2 ou 3 pessoas (entrada):

1 burrata, prefiro a da Borghese, mais cremosa

Farinha de trigo para empanar

1 ovo

Farinha de rosca para empanar

Óleo para fritar, usei pouco menos de 1 litro

Flor de sal para acompanhar

Pães frescos para acompanhar

Equipamentos necessários:

1 caçarola com cabo de 2 litros de volume

1 cesta de fritar de cabo longo

Modo de fazer:

Bata o ovo até espumar, fica mais fácil com o ovo em temperatura ambiente, e reserve. Desembale a burrata e passe na farinha de trigo, em seguida no ovo batido e depois na farinha de rosca. Manuseie com cuidado pois a burrata é muito frágil e rasga com facilidade, coloque um pouco de farinha em um prato, coloque a burrata sobre essa farinha e salpique a parte superior com o resto da farinha até cobri-la totalmente.

Embrulhe a burrata empanada em papel alumínio, sem aperta-la e leve ao freezer por cerca de 30 a 40 minutos para adquirir consistência. Não deixe a burrata congelar.

Enquanto a burrata esfria aqueça o óleo na caçarola, demora cerca de 10 minutos, retire a burrata do papel alumínio com cuidado e passe para o cesto de fritura, leve o cesto imediatamente para a panela e deixe fritar até dourar por igual, é muito rápido, cerca de 1 minuto ou menos, retire do fogo e apoie o cesto sobre papel absorvente para retirar o excesso de óleo.

Sirva em um prato com a flor de sal e acompanhe com os pães.

BURRATA AO ALHO NEGRO.

Postado por: José De Mauro e Patrícia De Mauro.

Em nossas andanças por ai encontramos alho negro, em pasta e um pote com os dentes inteiros descascados. Na embalagem um texto indica que o alho negro vai bem com queijos cremosos e imediatamente pensamos no queijo mais cremoso que conhecemos, a burrata e fomos a mesa para provar.

O alho negro, descoberto pelos japoneses ou coreanos por volta do final dos anos 90 tem sabor intenso porém sem a agressividade e o ardido do alho fresco, seu sabor é adocicado lembrando frutas secas, especialmente a ameixa preta, não deve sofrer cozimento para não perder sabor nem se mistura bem a outros ingredientes de gosto forte.

Basicamente unte a burrata com a pasta de alho negro, regue com azeite extravirgem, se desejar polvilhe com flor de sal e enfeite com dentes de alho negro, consuma com uma fatia de pão levemente torrado e um bom espumante.

BURRATA COM AZEITE TRUFADO.

Postado por: José De Mauro e Patrícia De Mauro.

A Pizzaria Quintal do Brás serve a burrata Borghese apenas com um fio de azeite aromatizado e fica muito bom, a magia é completada pelos pães que acompanham o prato. Após prova-lo por lá veio a ideia, por que não faze-lo com azeite trufado?

Eu e a Patrícia compramos duas burratas Borghese frescas, mais macias que a defumada, um pouco mais consistente e seca, e adicionamos um fio de azeite trufado além de algumas lascas para enfeite, acompanhamos com os pães disponíveis em casa, pão sírio torrado e um pão de manjericão que fiz seguindo uma das receitas da nossa máquina de pão (posteriormente colocarei a receita), ficou ótimo. Se desejar polvilhe levemente com flor de sal.

O ministério da saúde e a Patrícia advertem: O Consumo excessivo desta receita aumenta o colesterol e a celulite.

Aprecie com moderação!

BURRATA AO PESTO DE MANJERICÃO – UM FINAL DE DOMINGO FELIZ.

Postado por: José De Mauro.

As tardes de domingo carregam a maldição de antecederem as segundas-feiras… Além da ressaca do fim de semana. O sábado foi cheio, saímos a noite, bebemos etc. O almoço de domingo foi pesado e junto com a ressaca e o calor desses dias nos imobiliza. Mesmo assim nossa barriga ou nossa gula desejam alguma coisa para mastigar. Foi ai que lembrei deste prato, leve frio rápido desde que você possua os ingredientes é lógico.

Publico a foto que tirei no último domingo e deixo a receita por conta da postagem original no link logo abaixo. Concordo com a autora de que preparada com antecedência a burrata fica mais gostosa.

Site                        http://foiegrasliterario.wordpress.com/2009/11/11/delicia-cremosa/